O esporte na infância é extremamente positivo e uma forma de preparar para a vida. Mas é preciso levar em conta aspectos importantes, como o desenvolvimento psicomotor da criança. O esporte ou exercício físico ideal neste período é aquele que o menino ou menina se identifica. De nada adianta querer que ela pratique natação se não gosta.

Criticar a atuação da criança e dar excesso de instruções também pode ser prejudicial.

 Dos seis aos 12 anos o ideal são os exercícios que desenvolvem a habilidade (correr, natação, capoeira), e a partir dos 10 anos, esportes de velocidade, contanto que a força não seja primordial (ciclismo, atletismo).

No início da puberdade, esportes de resistências sem atividades anaeróbicas (vôlei, basquete) são indicados. Por fim, dos 13 anos em diante é a época ideal para a introdução em esportes competitivos e de força.

Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE)